10.2.08

"comportamentos inadequados"

Um professor americano de 64 anos em visita a Bruges, porque usava a "kipa", num restaurante da praça principal da belíssima Veneza do Norte, disseram-lhe que não o serviam e que se pusesse a andar. A aventura continuou na polícia local e podem ler mais aqui.

A comunidade judaica da Flandres reagiu emocionamente na medida da particular história de Marcel Kalmman. Nascido em Auchwitz, três dias antes da libertação do campo, escondido pelos companheiros de captividade da mãe, e foi o mais jovem detido libertado do campo da morte.
Estranhos comportamentos inadequados, por essa Europa fora!

4 comments:

Gi said...

O fundamentalismo , o fanatismo , o que lhe queiras chamar isntala-se um pouco por toda a pare neste mundo cada vez mais doente.

Impressionante e inadmissível que ta aconteça em pleno séxc. XXI

beijo meu

isabel c. said...

inacreditável!

alfacinha said...

Depois da pesquiça da pólicia foi constatado que o americano tinha uma grande imaginação e com certeza absoluto não foi um acto de racismo .Por isso o presidente da camara exigiu justificação do jornal judaico de Antuérpia. Na bélgica vive a segunda maior comunidade fora Irael e os Belgas respeitam todos os seus cidadãos
Cumprimentos de Antuérpia
http://blog.seniorennet.be/lisboa

alfacinha said...

Depois da pesquiça da pólicia foi constatado que o americano tinha uma grande imaginação e com certeza absoluto não foi um acto de racismo .Por isso o presidente da camara exigiu justificação do jornal judaico de Antuérpia. Na bélgica vive a segunda maior comunidade fora Irael e os Belgas respeitam todos os seus cidadãos
Cumprimentos de Antuérpia
http://blog.seniorennet.be/lisboa