8.5.07

cautela com a ETA


NASA's Chandra Sees Brightest Supernova Ever / 05.07.07

The brightest stellar explosion ever recorded may be a long-sought new type of supernova, according to observations by NASA's Chandra X-ray Observatory and ground-based optical telescopes. This discovery indicates that violent explosions of extremely massive stars were relatively common in the early universe, and that a similar explosion may be ready to go off in our own galaxy.

"This was a truly monstrous explosion, a hundred times more energetic than a typical supernova," said Nathan Smith of the University of California at Berkeley, who led a team of astronomers from California and the University of Texas in Austin. "That means the star that exploded might have been as massive as a star can get, about 150 times that of our sun. We've never seen that before."
In NASA

O telescópio espacial Chandra, da agência espacial norte-americana, registou a explosão estelar mais brilhante de sempre. A descoberta pode revelar a existência de um novo tipo de supernova.

A enorme estrela, baptizada de SN2006gy, é cem vezes mais energética do que uma supernova comum e 150 vezes mais maciça do que o Sol. A sua dimensão, semelhante à primeira geração de estrelas do Universo, permite compreender como morreram as primeiras estrelas.

Uma supernova ocorre quando a estrela esgota o seu combustível e entra em colapso através da acção da sua própria gravidade. Mas neste caso, o processo pode ter sido diferente. Os astrónomos da NASA acreditam que a produção excessiva de raios gama pelo núcleo da estrela pode ter causado uma perda de energia que levou ao seu colapso e à gigantesca explosão.

De acordo com os astrónomos, uma explosão idêntica pode acontecer na nossa galáxia, com a estrela Eta Carinae, relativamente próxima do planeta Terra. Enquanto a SN2006gy está a 240 milhões de anos-luz da Terra, a Eta Carinae está a 7,5 mil anos-luz."
No Público
Bom, isto com a ETA pode fiar fino...não sei se vale a pena irmos pondo as barbas de molho!

No comments: