6.6.08

o absurdo é o idêntico à laia de semelhança...




o absurdo é um igual legítimo, feito obediência e obra. um cemitério onde se inferioriza o homem a cair de bêbado e a cuspir coexistências de entendimentos trágicos e incógnitos.

o absurdo é a dúvida quando a agonia esbarra no perfil feminino do medo que a gente tem. e a gente tem medo do medo do objectivo crescer de dentro do medo.

o absurdo é o gozo, é a tenda, é o silêncio cheio de tédios estupidamente fartos.

não há quartos onde as camas ranjam pelo prazer da madeira a bater no corpo.


o absurdo é o idêntico à laia de semelhança com a vontade parecida. completamente fodida.

o absurdo duma Bandida

4 comments:

Bandida said...

obrigada e-ko!para além da música temos absurdos comuns... :))


beijo

Arquiduquesa de Grayskull said...

Olá e-ko! Os blogs do sapo são um bocadinho mais intuitivos no que refere à "programação", isto é, é mais fácil fazer posts e incluir e informação... e pessoalmente acho que dão uma maior liberdade criativa. Abraço, e vai aparecendo no meu estaminé!

Bhixma said...

moi aussi :-)

Lola said...

e-ko,

O absurdo é o nosso quotidiano.

Gosto do jogo do galo na meia de rede, provocadora.
B'jinhos