12.9.06

e-konoklasta atravessando a blogosfera portuguesa

21 comments:

pedro silva said...

Concordo.
Mas que mázinha...

e-konoklasta said...

Mázinha? não, lucidez e-konoklasta com uma certa dose de humor negro...

pedro silva said...

mais humor negro....

hefastion said...

Excelente.

hefastion said...

e-konoclasta,

Tenho que voltar com mais calma.
Este blog tá cada vez melhor.

maloud said...

Um pouco lúgubre, não? Isto é, como a pátria e os compatriotas.

e-konoklasta said...

É só ironia... há alguns blogues interessantes, mas quase todos têm, no seu próprio aspecto, qualquer coisa de que já me fartei na imprensa em papel, mesmo se são mais críticos e livres, o que não é sempre sinónimo de qualidade e de imparcialidade.

Depois, esta imagem, vem no seguimento da anterior, que é uma pequenina provocaçãozinha relativa à discriminação que a blogosfera portuguesa faz em relação aos blogues de mulheres, e que elas aceitam, o que é mais triste... foi algo que me chocou, quando me veio a ideia de fazer um blogue e que comecei a percorrer a blogosfera. Depois, deparar com uma "elite" que domina o cyberespaço português e que é a mesma que anda pelo jornalismo, sem encontrar uma reflexão cidadã, praticada por cidadãos comuns que não seja guiada por uma martelagem facciosa, ainda não saímos disto por cá...ou um pedantismo pseudo intelectual!

Barão da Tróia II said...

LOL. Ganda Pinta. Parabéns pelo teu blogue.

pedro silva said...

Então já sei que se fartou do armadilha e porquê.

Quanto as mulheres, a econoclsta só diz issoporque ainda está coma visão/imagem do que era portugal em termos de abertura de espirito das mulheres há 20 /30 anos e o que é agora.
Em que a regressão é, a todos os níveis imensa.
Elas aceitam e aceitam muito para pegar na sua expressão.
Prepare-se para ficar muito chocada mais vezes...

Quanto à elite qu domina o ciberespaço portugues ela paga bem aos cidadãos jornalists para que estes não dicutam nada.
Quanto à martelagem facciosaéla é normal.
Basta olhar para a concetração em poucs mãos na comunicação social para perceber que os jornalists independetes perdem rapidamente o emprego, portanto são auto convidados por si próprios a não serem independentes nem a fazerem ondas.

Cara econoclasta:preparae-e para grandes desilusões. Você ainda não viu nada ...

maloud said...

As mulheres continuam discriminadas em todo o lado e não só na blogosfera, E-Konoklasta. E a mim o que me irrita é que a maioria acha normal e, se não acha, acomoda-se, que isto de fazer ondas tem um preço muito alto.

e-konoklasta said...

Maloud e Pedro,

Claro que estou consciente, e até que ponto, de que a discriminação se passa a muitos níveis. Mencionei a blogosfera porque, aqui, pelo nível académico e socio-económico, isto já não devia existir, ao menos neste cyberespaço...Já não aceitava isto antes de saír daqui, não é agora que me vou acomodar.

pedro silva said...

econoclasta:por estranho que lhe pareça é precisamente neste "esrao socio económico que existe mais "aCOMODAÇÃO" quando devia ser ao contrário....

Já vi o sue comentário no armadilha:não lhe disse que achava que era diletante,embora você tenha percebido bem o meu pensamento...
Estou a tornar-me previsivel, confesso.
Espero que não esteja zangada, senão obriga-me a contacta-la por email para lhe perguntar algumas coisas e explicar outras...

e-konoklasta said...

Pedro,

Claro que não estou zangada, mas o endereço e-mail está ali ao lado, estou à sua disposição. Quando quiser.

maloud said...

Isto anda "pesado", desde que voltei.

e-konoklasta said...

Maloud,

Deve ser dos astros... agora que o plutão foi promovido a anão, têm andado, para aí, umas estranhas influências...

cãorafeiro said...

genial!!!

prezada e-konoclasta, o encontro anunciado no post abaixo é a sério?

e será que também deixam entrar cães?

e aceitam participantes em blogs mistos?

(eu andava mesmo à procura de um pretexto para apanhar um cacilheiro)

e-konoklasta said...

cãorafeiro,

O encontro anunciado, parte da contatação de que os blogues femininos são tolerados mas discriminados, claro que é provocação... mas até pode torna-se realidade é só fazer o necessário, porque não num cacilheiro, mesmo.
Á priori, é para blogues femininos, mas os cães rafeiros e com pulgas podem participar, os elementos masculinos têm que ir em travestis, e, de saltos altos...para ao menos rirmos, um pouco, dos "fantasmas" que eles projectam sobre nós.

cãorafeiro said...

sabe o que é...

é que o dia 1 de abril é, para mim, um dia muito especial!

sobre os blogs femininos, a função natural deles é existirem para que os outros blogs possam exercer sobre eles o seu paternalismo benfazejo.

coisa que, para essas pessoas é perfeitamente natural uma vez que, obviamente, uma mulher que expõe na blogosfera uma sensibilidade própria da sua identidade feminina fá-lo não porque é essa forma de expressividade que lhe agrada, mas sim porque está a pedir para ser protegida.

uma mulher que não queira ser paternalmente protegida não tem o direito de ostentar a sua feminilidade.

e-konoklasta said...

Cãorafeiro,

Não esteja já a roer a corda por causa da data. Muda-se a data, sei lá, o 6 de março, por exemplo. A fábrica de cartazes muda isso já...
Depois, isto não é uma micro causa, é a liberdade de expressão de mais de 50% da humanidade.
Ainda vou avançar com o projecto, vai ver, e num cacilheiro, que grande passeio no Tejo !...

fumaças said...

?

provavelmente talisca said...

Cyber E-Kono Vida Klasta!
Adoro-a!
Completamente!
Cada bit.
Não existe nada mais fantástico, apelativo e com efeito abre-latas do que o movimento sinuoso de uma mulher cibernética através de um cemitério real.

Pró diabo com as convenções correctamente políticas.

Pró diabo com a hipocrisia paternalista daqueles que advogam igualdade entre os sexos, mas se afiambram a discussões frouxas para não exaltar os ânimos.

Adoro-a E-Konoklasta! Adoro a sua alma mordaz, límpida e cortante. Mas aviso-a que a partir de agora quando pensar em si, verei umas ancas sinuosas passeando orgulhosa e a preto e branco,encimada de uma cabeleira ruiva.

E não lhe peço desculpa pelo meu cromossoma Y, tal como não faço concessões ou aceito que alguém lhe impeça de ser mulher dentro do espaço dos bytes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...