2.9.06

the case continues

push on the picture

5 comments:

pedro silva said...

Bem... mas que regresso.
Ute lemper a teutónica de voz rouca que parece um panzer... o caro econoclasta excede-se...

e-konoklasta said...

Pedro,

Adoro esta canção, que conta uma história e tem uma música obsessionante. Depois, gosto da teutónica, tadesca, como italianos, como diz, e sempre é mais actual que todos os exemplares dos 60s e 70s que vão passando.

pedro silva said...

Não só econocolasta é que a teitónica tem um vozeirão... e bom gosto.
E olhe que isto é dito por um adepto de outros estilos ...
Vossa excelencia está compelido a de vez em quando fazer a teutónica passar por aqui...

e-konoklasta said...

Pedro,
Afinal não é só a teutónica Ute que tem bom gosto... Tem o Pedro e tenho eu, não é ?
Sei que gosta de metal e de gótico, também gosto de algumas coisas dentro desse estilo de música.
Tenho um diafragma auditivo muito eclético, vai de Monteverdi a Placebo passando pela Biorjk e por tudo o que já por aqui viu.
Creio que reproduzo no meu blog, um pouco do meu pequeno universo. Gosto de trabalhar a ouvir música e ouço coisas muito diferentes, sem carregar nos decibeis. Não gosto de incomodar o nível de decibeis toleráveis para outros

pedro silva said...

caro econoclasta:
Goste de metal ,mas não de todo o metal nem de todo o gótico. e out~ras coisas, algumas verdadeiramente marginais.
Por exemplo saquei há pouco tempo uma coisa chamada "Gnars-barkley" - St elsewhere" que está nso antípodas do que eu em teoria gostaria e deste gostei imenso e estoua a ouvir de vez em quando.

Quantoa Ute lemper é genial, não só o "vanishing point mas outras coias- creio que ela cantou Kurt weil e aqueles musicais de cabaré alemães dos anso 30 - a mulher tem imenso bom gosto e escolhe muito bem o que cantar.

E quanto a decibéis é tudo uma questão de tempero em termos de som.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...