26.4.06

também não é para esquecer
n'oublions pas non plus

Num momento que que os média nos dizem que há cada vez mais adeptos e organizações de extrema direita nazi, o que é muito preocupante, deve saber-se:
L'Allemagne va ouvrir aux historiens un vaste fonds d'archives de la Shoah

Berlin a accepté, mardi 18 avril, d'ouvrir aux chercheurs et historiens l'un des plus importants fonds d'archives sur les victimes des nazis pendant la seconde guerre mondiale, après en avoir limité l'accès pendant soixante ans. "Je suis heureuse de pouvoir vous annoncer aujourd'hui que l'Allemagne a changé d'avis et acceptera de réviser rapidement les accords de Bonn" datant de 1955, qui règlent la gestion d'archives de 30 millions de documents, a ainsi annoncé la ministre de la justice allemande, Brigitte Zypries, à Washington, après une rencontre avec la directrice du musée de l'Holocauste de la capitale américaine, Sara Bloomfield.

A Alemanha vai abrir aos historiadores um vasto fundo de arquivos da Shoah

Berlim aceitou, em 18 de abril, por ao dispôr dos historiadores um dos mais importantes fundos de arquivos sobre as vitimas nazis durante a segunda guerra mundial, depois de ter limitado o acasso durante sessenta anos. "Estou feliz em poder anunciar-vos joje que a Alemanha mudou de opinião e aceitará rever rapidamente os acordos de Bona" que datam de 1955, que regula a gestão de arquivos de 30 milhões de documentos, anunciou a ministra da Justiça alemã, Brigitte Zypries, em Wasshington, depois de um encontro com a directora do museu do Holocausto da capital amaricana, Sara Bloomfield.

a marcha dos vivos em Auschwitz-Birkenau
LEMONDE.FR 26.04.06

2 comments:

maloud said...

A memória é fundamental.
Acho preocupante a atracção que muitos jovens sentem por organizações nazis. E ao contrário do JPP, esse grande defensor de todas as liberdades, não me parece que deva ser permitida a existência legal de organizações deste cariz. Também as TVs deviam fazer um boicote a reportagens sobre as suas manifestações. Afinal, para tudo há linha editorial, porque não esta para isto?

e-konoklasta said...

Começo a achar muito suspeitas as defesas de todas as liberdades que possa apregoar o nosso JPP de estimação, com a bloesfera e bloggers está à vista, agora, como isso funciona já se viu em França, foi assim que o FN do Le Pen chegou ao poder.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...