11.9.06

5 anos depois do 11 de setembro

Cinco anos depois do atentado terrorista às twin towers de Manhattan, a História do planeta deixa transparecer outros contornos, não imaginados, depois do fim da "guerra fria".
Ben Laden continua a monte, ninguém consegue pôr-lhe a mão em cima. A instabilidade política do próximo oriente, é, cada vez maior. Sabe-se, com alguma certeza, que Saddam Houssein (que é um pulha, não ponho em dúvida), não só não tinha armas de destruição maciça, como não deu apoio à Al-Qaida.
O Iraque é um barril de pólvora, teatro onde se afrontam ódios religiosos milenares, a democracia está cada vez mais longe de ser atingida. Claro que devemos agradecer ao Sr. Bush tal situação, que agora admite que há prisões "especiais" noutros países que aceitaram tal subserviência. Para quando, a revelação tão esperada, aqui deste lado do Atlântico, sobre os vôos "fantasma" dos aviões da CIA ?
Hoje à noite, ARTE, o canal de televisão franco-alemão, consagra uma parte da noite, à difusão do filme de Oliver Stone, aos acontecimentos de há 5 anos e a algumas das suas consequências. Para quem não tem o canal , pode ver alguns vídeos de apresentação do programa aqui: ARTE

15 comments:

maloud said...

Fico-lhe grata, porque como já em tempos lhe expliquei, a TVCabo cortou-nos o Arte.
Quanto aos voos da CIA, espero que as opiniões públicas europeias forcem a Comissão de Inquérito do PE a ir até às últimas consequências.

Extratexto said...

Não tenho por hábito dar uma opinião política, mas para quando a leitura no Ground Zero dos nomes dos 30.000 iraquianos mortos?
Show por show, talvez a Fox pudesse ainda ganhar uns lucros jeitosos com o evento.

e-konoklasta said...

Extratexto,

Estou perfeitamente de acordo consigo.

Fui ao seu blogue e interessa-me muito. Já aqui houve discussões sobre o livro e toda a escória que anda à volta.

pedro silva said...

Maloud: quais ultimas consequencias?

Sairem em peso os países europeus da nato?
Cortarem relações diplomaticas com os EUA?

Extratexto:
muito bom blog o seu e excelentes propostas para afeira do livro especialmenet a numero 4.

e-konoklasta said...

Esta história dos vôos ainda vai ficar em águas de bacalhau... acabei de ler um artigo no le Monde, sobre como um juíz, em França, empurrou o problema para o cesto dos papeis, na resposta que deu a cidadãos, pertencentes a duas organizações, quanto à denúncia que tinham feito sobre vôos suspeitos no Bourget (aeroporto, pouco frequentado por grandes companhias e nos arredores do norte de Paris).

maloud said...

É capaz de não ser exequível, Pedro Silva. E se eles andaram por cá, e estou convencida que sim, ou os governos europeus foram negligentes ou coniventes. Ora como é neles que votamos, eu pelo menos voto, é a eles que devemos pedir contas.

pedro silva said...

Maloud:desculpe lá, mas pedir contas de quê?
Dopontode vista da legitmidade política esta questão é inatacável para os governos que podems empre dizer que os votanets delegaram nemes(partidos políticos) a soberania e o governo de decidirem uma coisa destas.

Mas vai pedir responsabilidades a uma coisa difusa e não esclarecida como esta, como?

E o que é que o voto tem a ver com isto?
Você vota e o actual governo PS faz umpacto de regime com o psd ,que não foi anunciado ir fazer aquando a campanha eleitoral que elegeu o sr socr+ates.

Eu não bvoto e o actual governo PS faz umpacto de regime com o psd, que nao foi anunciado ir fazer aquando a campanha eleitoral que elegeu o sr socrátes.

Não estamos os dois na mesma, porventura?

maloud said...

Eu não deleguei em nenhum governo atentar ou ser instrumento de atentado contra os direitos humanos. Isto nada tem a ver com pactos ou outras minudências da governação. É mais sério.

pedro silva said...

mALOUD:concerteza que é mais sério.
Mas do pontode vista dos governos isto não é um atentado contra os direitos humanos.

maloud said...

Ai não?! Então o que é? Não me diga que é uma passeata turística, Pedro Silva.

pedro silva said...

Maloud:se fosse um atentado aos direitos humanos e fosse considerado como tal, desee o inicio os governostinham recusado fazer o favor aos americanos.
Recusaram?

maloud said...

Os governos pensavam que nunca se saberia. Santa ingenuidade!

pedro silva said...

Maloud:mas acha mesmo que era possível esconder uma coisa destas?

maloud said...

Não se trata do que eu acho, mas do que "eles" achavam. Lembre-se do contexto da época, Pedro Silva. Do clima de medo em que mais ou menos todos estávamos mergulhados. E da CS que se recusava a fazer perguntas incómodas.

Extratexto said...

Muito obrigado pelos elogios.
O facto de eu visitar este blogue regularmente também revela a óptima opinião que tenho do «E-konoklasta».

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...